A Franqueabilidade de um Negócio – Potencial e Viabilidade

Abrir negócios significa, de maneira geral, que as pessoas querem se tornar bem sucedidas, obter lucro e o retorno do investimento realizado, construindo uma marca associada a uma boa imagem e reputação, além de gerar empregos e obviamente, conquistar um nível de realização e satisfação pessoal. Esses interesses são legítimos e fazem parte dos principais motivos da expansão de um negócio.
Porém, crescer se utilizando de franquias, merece atenção especial e redobrada, no que se refere a decisão de franqueamento, tendo em vista a necessidade de desenvolver uma análise de viabilidade da franqueabilidade do negócio.
Essa análise identificará o potencial de franqueabilidade do negócio bem como as necessidades de ajustes pela empresa, de preferência antes do franqueamento do negócio. Os principais aspectos estão descritos a seguir:
• Marca e imagem no mercado: um dos pilares do sistema de franquias está centrado na marca e reconhecimento da imagem de qualidade da empresam seja nos seus produtos ou atendimento.
• Mix de produtos e exclusividade de marcas: o que será ofertado aos clientes e qual será o nível de exclusividade, bem como o posicionamento de mercado do negócio.
• Potencial de negócio: o negócio é expansível e apresenta potencial de crescimento para o tipo de produto ou serviço. Também deve ser avaliada a concorrência no que se refere à sua presença e força nos mercados de interesse de expansão.
• Modelo financeiro: as margens de lucros do negócio são suficientemente adequadas para manter uma unidade franqueada e assim obter resultados satisfatórios, bem como o retorno do investimento em prazos coerentes com a realidade de mercado e nível de riscos. Essa avaliação deverá ser feita para a empresa Franqueadora, que irá conceder as franquias e para as unidades franqueadas dentro de seu plano de expansão.
• Organização do conhecimento: se franquia está ligada diretamente à replicação de um padrão, os processos operacionais bem definidos e estruturados, bem como a transferência desse know-how são fundamentais para a avaliação de franqueabilidade.
• Barreiras de saída do negócio: são um conjunto de fatores que proporcionarão ao franqueado pensar várias vezes antes de se desligar do sistema e montar um negócio concorrente, por exemplo, sendo os mais importantes: a força da marca, o acesso a produtos exclusivos, o relacionamento da rede, o suporte fundamental, o acesso às inovações e tecnologia e claro, a própria viabilidade financeira do negócio.
• Estrutura atual e capacidade de investimento da Empresa: ao se tornar uma empresa franqueadora, haverá a necessidade do desenvolvimento de novas competências como gestão de rede de parceiros, fornecedores, a estruturação de ferramentas de controle e
indicadores do negócio e isso tudo estará ligado diretamente á sua capacidade de investimento no modelo de negócios a ser franqueado e na estrutura de suporte da Franqueadora.
Sempre é importante retomar a definição do franchising como forma de expansão dos negócios, pois nela é possível observar o grau de complexidade do sistema e o nível de estruturação necessário para se conquistar sucesso duradouro.

“É uma estratégia de expansão dos negócios que envolve a transferência de know-how e métodos de se fazer as coisas entre duas partes, a Franqueadora e o Franqueado, que constroem uma relação de longo prazo visando resultados sustentáveis e duradouros, além de se desenvolverem constantemente na busca de maior participação de mercado, de forma rentável e dentro de modelos de negócios em que o planejamento e a gestão estratégica são fundamentais para a consecução dos resultados esperados.” (fonte: Livro Gestão Estratégica do Franchising, Editora DVS, 2011).
Vale ressaltar que a expansão por franquias envolverá não só o capital de terceiros, mas também os seus sonhos, energia, esforços e por isso, o processo deve ser cuidadosamente pensado e implementado. Portanto, só deverá haver a expansão por franquias quando o
negócio estiver histórico positivo suficiente, estabilidade e maturidade.

Adir Ribeiro é Presidente e Fundador da Praxis Business